Sonia Hess, Marienne Coutinho e colaboradoras do BTG Pactual debatem o sucesso das mulheres empreendedoras

Sonia Hess, Marienne Coutinho e colaboradoras do BTG Pactual debatem o sucesso das mulheres empreendedoras

Image: 
Chamber Member News Post Date: 08/08/17 Source: BTG Pactual By: BTG Pactual
Summary

O empoderamento feminino e a equidade de gênero são temas cada vez mais presentes em nossa sociedade e debatidos em variados fóruns. Essa discussão também tem movimentando o meio empresarial, que busca soluções para se adequar a este novo momento no mercado de trabalho. Segundo a ONU Mulheres, apenas 50% das mulheres em idade de trabalhar no mundo estão, de fato, trabalhando.

Para contribuir com essa discussão, o BTG Pactual convidou Sonia Hess, ex-presidente da Dudalina, e Marienne Coutinho, sócia da KPMG no Brasil, para falar sobre empreendedorismo feminino e networking profissional com 150 colaboradoras do Banco. Sonia e Marienne compartilharam suas experiências e deram dicas sobre planejamento de carreira, além de discutirem estratégias para a realização profissional.

Sonia alavancou os resultados da Dudalina, fundada pelos seus pais e especializada em moda. Ela foi presidente da empresa por 12 anos. Hoje, é vice-presidente do grupo Mulheres do Brasil, criado pela empresária Luiza Trajano (Magazine Luiza) para contribuir para a igualdade de gênero, e mentora do programa Winning Women Brasil, que conecta empreendedoras com um time de conselheiros de alta performance.

“A minha mãe era a empreendedora da casa. Ela educou os filhos nesse sentido, tanto que, aos nove anos, eu era a melhor vendedora das lojas de secos e molhados da família", lembra Sonia. “A gestão é feita por meio de pessoas. É importante saber se relacionar para quem quer empreender. Hoje estou muito envolvida no projeto Mulheres do Brasil. Queremos ser protagonistas da história desse País”, completa a executiva.

Marienne Coutinho é uma das líderes da iniciativa de equidade de gênero na KPMG no Brasil e co-presidente da fundação americana WCD (Women Corporate Directors), que estimula a presença de mulheres em conselhos de administração.

“Nós, mulheres, ainda somos muito low profile. Não podemos ter vergonha de nossas conquistas. Se as mulheres não se fazem visíveis, as oportunidades não chegam. Acredito que temos que ser mais estratégicas no gerenciamento de nossas carreiras e isso passa pelo networking. Quem quiser ter uma carreira de sucesso, precisa se dedicar a isso”, ressaltou Marienne para o auditório do Banco, que estava lotado. Read Full Article